Slide

O PRÊMIO

Criado em 2012, o Prêmio celebra a memória da juíza do Rio Patrícia Acioli. São premiados defensores da dignidade humana e trabalhos que contribuam para a sociedade.

INSCRIÇÕES

Com inscrições encerradas, o 11º Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos, organizado pela Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro, teve 322 trabalhos inscritos.

EDIÇÃO 2021

Na 10ª edição, o Prêmio recebeu 230 inscrições. Os finalistas foram premiados em solenidade que aconteceu em 8 de novembro, com transmissão online do canal da AMAERJ no YouTube.

ABERTURA DAS INSCRIÇÕES PARA O 11º PRÊMIO EM 31 DE MAIO

INSCRIÇÕES ENCERRADAS

INSCRIÇÕES PRORROGADAS ATÉ 16 DE AGOSTO

Desde 2012

Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos 2022

Criado em 2012, o AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos celebra a memória da juíza Patrícia Acioli. Titular da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, ela foi morta em 2011, em Niterói, por policiais militares.

“O Prêmio homenageia uma juíza que durante toda a sua trajetória pessoal e profissional atuou pela dignidade humana e em defesa da cidadania. Uma valorosa brasileira empenhada de corpo e alma nas questões vinculadas ao respeito aos direitos humanos no país. Patrícia Acioli foi e é um exemplo de magistrada”.

Juíza Eunice Haddad, presidente da AMAERJ.